Jardín Japonés

Palermo
jardín japonés

Para muitos, o Jardim Japonês da Cidade Autônoma de Buenos Aires é um lugar de sonhos, um lugar mágico onde a paz e a harmonia abundam, oferecendo a seus visitantes uma experiência que guardará em seus corações. A sua hipnotizante tranquilidade e riqueza natural, contrasta com o caos da cidade. Fazendo o visitante esquecer o cotidiano e parar para fazer um caminho interior.

Foi inaugurado em 17 de maio de 1967, projetado e construído pela comunidade japonesa, para posteriormente ser doado através da Embaixada do Japão, à Prefeitura de Buenos Aires. Em agradecimento ao povo argentino por ser o país que lhe abriu os braços em tempos de imigração.

Podemos considerá-lo um museu vivo, onde os caprichos da natureza se misturam com as mãos do homem. Encantando-nos em cada momento do dia, à medida que a luz se torna mais clara ou mais fraca. De delicadas flores de cerejeira em julho, nenúfares roxos no verão, folhas amarelas brilhantes de ginkgo biloba no outono, a caminhos de azaléias gigantescas em setembro, cada estação do ano tem seu charme e mostra o passar do tempo, a passagem da própria vida . Alguns podem percorrê-lo por meia hora, outros, por outro lado, podem passar horas e horas contemplando e saboreando aquela síntese da natureza, aquele microcosmo do paraíso. Dependerá de cada um, vivenciar o silêncio, permitir-se sentir e respirar aquele ar puro que nos dá o Jardim Japonês de Buenos Aires.

O Jardim Japonês representa um parque típico do Japão, com seus lagos, pontes e cachoeiras, possui diversas espécies de plantas e árvores para conhecer. Também tem espaço para gastronomia .